terça-feira, 15 de maio de 2012

♥ No mundo das cartas ♥

Foto de Ariane Gerhardt - São Paulo
Há algum tempo sem postar eis que aqui estou.
Hoje quero falar de um dos prazeres da vida: Escrever cartas!
Sim, isso ainda existe e para quem não sabe, existem comunidades relacionadas nas redes sociais. Comunidades destinadas as pessoas que compartilham da mesma paixão, do mesmo passa-tempo do mesmo prazer..
Mesmo com a era da informática, o ato de escrever cartas ainda é gigante pelo mundo a fora. E um dos fatores que comprava isso é a imensa quantidade de cartas que os correios recebem todos os dias. Mesmo com tantos extravios, há sim quem não deixa o ato de escrever acabar.
Quando comecei a escrever tinha apenas 16 anos e hoje, aos 31, o conhecimento, a experiência de conhecer pessoas novas, só aumentou. Sempre gostei muito de escrever e acho que por isso me formei em Jornalismo, a minha segunda paixão. Escrever escrever diários ainda é muito comum, mas a emoção de receber uma cartinha, escrita a punho, não tem explicação e não há dinheiro que pague.
Quando vou ao correio e acho que isso também acontece com algumas pessoas, os atendentes ficam surpresos com a quantidade de cartas postadas, muitos acham que é trabalho, outros não acreditam que com tantos recursos na rede, as pessoas ainda perdem tempo para escrever. Não, não é perda de tempo e acredito que, assim como eu, cada pessoa que se dispõe a dedicar uma parte do seu tempo as cartas e aos amigos, fazem isso porque realmente gostam e não porque o vêem como algo lucrativo, porque não é.
Além de ser gostoso escrever (e eu amo), tem também do outro lado as pessoas que tornam-se suas (eus) amigas (os), mesmo sem conhecerem pessoalmente,  desabafam, contam histórias, aconselham, te dão bronca e fazem disso uma casa, uma família.
Isso é tão gratificante e não há dinheiro que pague: A Amizade construída ao longo dos anos.
Deixo aqui aquele OBRIGADA as pessoas que conheci durante esse tempo e que estão, ainda, inseridas em minha vida. São muitas e citar nomes seria injustiça.

Beijos!

5 comentários:

  1. É muito bom sim Dhay esse hábito, eu mesmo amo e apoio qualquer um a trocarem cartas, mesmo que as vezes as pessoas digam que você está ultrapassada e não acompanha a modernidade. Eu amoooo internet, mas nada compara-se ao prazer de receber uma carta.

    Beijos

    Ane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Ane, vc falou tudo. É muito bom mesmo.

      Excluir
  2. Nossa, escrever e receber cartas é bom demais! A gente faz muita amizade bacana. E pra vida toda né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você falou uma coisa certa: é pra vida toda, e são amizades conquistada ao longo do tempo e com bastante carinho.

      Excluir