sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Viva a liberdade


Namorar é bom demais, mas a sensação de estar livre não tem dinheiro que pague. Vejo tantos casais de namorados vivendo de aparências, levando chifres na ruas, amando no facebook, mulheres sendo mandadas por homem. Se é esse o padrão de vida que a sociedade aceita, eu prefiro estar só, viver só, não depender de homem algum e muito menos precisar deles para ser feliz. Eu faço isso sozinha.

Desde q
uando estar com alguém significa que você está realmente feliz? Só você e o seu travesseiro sabem o que se passa durante a noite.

Ter alguém ao seu lado, um companheiro, é ótimo, mas desde que não interfira na sua vida pessoal, na sua liberdade. 

E como diz o velho ditado: Hoje não precisamos de um homem nem mais para fazer filho! (paraumbomentendedormeiaspalavrasbastam)

.. ele vem chegando tão lindo... o NATAL.


quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

* Aquele Feliz Natal para todos que aqui brilham *



O ano está acabando, mas ainda dá tempo de mudar e fazer dessas mudanças algo melhor (porque no que mais insistimos, em fins de ano, é lamentar e bolar planos clichês!). Ainda dá tempo de tirar notas ótimas, de se declarar para a pessoa amada, de pedir desculpas para aquele amigo. Dá tempo de perdoar, de cuidar do meio ambiente, de sorrir e chorar mais. Dá tempo para mudar tanta coisa! Afinal, o desfecho de cada situação é o momento mais esperado em qualquer fase de nossa vida. Depois que tudo passa, o mais importante é aquilo que fica. Seja o fim de uma peça de teatro, de um livro, de um filme. O fim é onde temos a chance de fazer um novo começo. Por isso, vamos nos despedir de 2011 da melhor forma possível, mudando tudo o que achamos que deve ser modificado, sendo mais felizes e fazendo o que temos vontade. Sem medo. Afinal, o fim de cada ano acontece só uma vez. E dizem que no fim tudo sempre dá certo!

* Aquele FELIZ NATAL para todos que aqui brilham *


sábado, 1 de dezembro de 2012

Nosso querido Papai Noel

Créditos: Edinha França
Pois, o tempo passa, as crianças vão crescendo e a gente sempre querendo aproveitar mais um pouquinho das magias da infância. Uma delas, a que eu mais gosto, o Papai Noel. Mas até quando acreditam? Como e quando explicar? será que precisa contar ou explicar? Ou, deixar que descubram? Enfim, no meu caso os questionamentos começaram a surgir há alguns anos. E agora? Fui deixando tudo por conta da imaginação. Contado histórias, lendas e de como ele está vivo e presente na minha imaginação. 

É Dezembro ...


Finalmente dezembro chegou e com ele o sentimento de magia, de paz e também de partida. Partida sim, pois o ano já está indo embora e agora é o momento onde todos costumam refletir, é agora que fazemos um balanço de nossa vida, do que fizemos durante o ano, o que foi bom e o que foi ruim.

Sempre gostei muito desse mês, não apenas por ser o mês das férias (até porque hoje não tenho mais esse lance de férias de final de ano), mas gosto também porque tem uma data que todo mundo espera: o Natal. 

E qual é o sentido do natal?

Natal é o momento onde todos trocam presentes, as pessoas se tornam melhores naquele dia (isso deveria ser hábito por todo o ano e não apenas no natal). É um momento de festa, mas todos esquecem o real significado do natal: O nascimento de Jesus Cristo.

Uma curiosidade a saber: as antigas comemorações de natal costumavam durar até 12 dias, pois este foi o tempo que levou para os três reis magos chegarem até a cidade de Belém e entregarem os presentes ao menino Jesus.

Hoje em dia, as pessoas montam árvores de natal, colocam decorações natalinas por toda a casa no início de dezembro e costumam desmontá-la somente em Janeiro. O que hoje é praticamente uma tradição.

Muita gente costuma enviar cartões de natal e esse ano o meu foi bem especial.


Andei recebendo algum também, super fofos. As meninas costumam caprichar!


E você, já montou sua árvore de natal? Está esperando o quê?

Que o sentimento do natal permaneça dentro de nós por todos os dias de nossas vidas.

Boas Festas para todos!

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Por mim mesma

Eu, um ser tão contraditório, não consigo decidir quem sou!

Sou feita de sonhos, meu coração está sempre transbordando de paixão, a minha emoção está sempre em guerra com o minha razão. Ora sou alegre, ora sou triste. Mas sei que vivo. E esse é o lado bom da vida: a vontade de viver, não apenas de existir. A vontade de crescer, mesmo diante de tantas dificuldades.
A pessoa que sou hoje, é, sem dúvidas, bem melhor do que a pessoa que eu fui há 10 anos atrás. E quantos sonhos eu tinha naquela época. Não consegui realizar nenhum deles. 
Frustrada? Não, de forma alguma. 
Foram esses sonhos que me tornaram a mulher que hoje eu sou: forte, corajosa, otimista.
Quantos amores acabados. Todos eles me ajudaram a amadurecer. E carrego dentro de mim um pequeno pedaço de cada um deles.

Houve um tempo em que eu acreditava mais nas pessoas, acreditava que elas fossem capaz de amar o próximo, sem inveja, sem hipocrisia, sem maldade. E acredito que ainda exista alguém assim, bem lá no fundo, em algum lugar distante. Não acredito que existam apenas parasitas que sugam o nosso sangue. Acredito na mudança de cada ser, no perdão e no amor, apesar de todas as dicas me levarem a crer o contrário.

Me formei, tinha tudo pra ser uma excelente jornalista e aqui estou eu. Escrevendo sobre mim nesta página de um blog. Nem sei se alguém vai ler isso algum dia. Mas é bom escrever, é bom colocar para fora aquilo que nos deixa angustiado. Escrever é sempre uma terapia. Confesso que sinto falta daqueles velhos diários, era só nosso e ali a gente depositava toda raiva e todo amor que uma pessoa podia ter.

Um vez me disseram que o amor e o ódio caminham juntos, que você é capaz de amar uma pessoa, mas também é capaz de odiá-la. Pode isso? Pode né? A mágoa faz isso, e é aí que aparece o perdão, a fé e a presença de Deus dentro de você.

(Eu acredito e confio em Deus. Todos os dias, toda hora, todos os minutos). 

...

Mas retomando, não sei se alguém vai ler isso, mas se ler é bom. As pessoas vão saber um pouquinho de mim (bem resumidinho), mas vão... e eu vou continuar aqui na luta e escrevendo um pouquinho a cada dia.

Beijosssss..

Das mentiras que você me contou


Você me doeu. É que de todos os outros, você foi o que mais conseguiu balançar tudo aqui dentro. E eu entreguei meu coração inteirinho nas suas mãos, sem cuidado nenhum, sem receio de que você fosse quebrá-lo. E quebrou. Virou pedacinhos, deixou buracos que cola nenhuma vai tampar. O pior de tudo é saber que você nunca mais vai servir de cola para juntar meus pedaços e nunca mais vai conseguir preencher os vazios que você mesmo deixou.
Depois que você bateu a porta, nunca mais olhou para trás. Nunca mais quis saber se eu estava bem, se havia sobrevivido. Sobrevivi, ainda que tenha doído. Sobrevivi, ainda que não soubesse o que fazer depois que você passou. Só me sobrou recolher meus cacos e jogar fora todas as promessas quebradas que você deixou.
Um dia, você me disse que estaria sempre aqui, e eu, boba, deixei seu espaço reservado na minha vida. Você falou que caminharia ao meu lado, e eu corri para entrelaçar minha mão na sua e acompanhar seus passos. Prometeu que realizaria meus sonhos e eu planejei minhas vitórias com você no pódio. Você olhou nos meus olhos e jurou de pés juntos que me faria feliz. Era só mais uma das suas mentiras.
Eu ainda lembro bem da sua cara de pau em cada uma das vezes que me jurou fidelidade. Em cada um dos abraços que me dava e dizia que eu era tudo o que você sempre sonhou. Em todos os beijos que me deu e disse que nunca havia sido melhor. Em cada uma das vezes que me vendeu ilusões fajutas de que era você o meu tão esperado príncipe encantado. Até me provar que não era.
Eu acreditava em você. Ouviu bem? Eu acreditava muito em você. Ridiculamente, comprava as suas promessas. Confiava na sua palavra. Imaginava o futuro que você jurava para mim. Eu confiei em você, acreditei no seu amor. Ah, o seu amor. De todas as mentiras, essa foi a que mais machucou: jurar que me amava. Quando você nunca amou.
Texto: Bruna Vieira (Depois dos quinze)

Aquela história de amor

Era madrugada, um céu estrelado, quando os meus olhos cruzaram com os seus.
Nem sei o que eu senti naquele momento, só sei que meus braços procuravam os teus.
E por um longo espaço de tempo, ficamos nos olhando, sem nada dizer (os nossos olhos diziam tudo).
Ah! O teu olhar! (Suspiro)

Finalmente você veio! E aquele vazio que eu sentia, já não existia mais em mim.
Não nos apresentamos, e nem precisava, porque eu sabia que ia ser pra sempre. Íamos ter tempo de sobra para nomes e sobrenomes. Rótulos, apenas rótulos. O amor é muito mais do que isso.

E pela primeira vez nos beijamos e quão doce era o sabor do teu beijo. Aqueles lábios macios mais pareciam  uma maçã (acho que é uma boa fruta para comprar com tua boca).

Era bom sentir o calor do teu corpo sobre o meu. E nos amamos, nos amamos até o amanhecer. E como era lindo o amanhecer. E então tu partistes, partistes deixando em mim apenas a lembrança daquele mágico momento.

E como um sonho você se foi.
E eu aqui fiquei, apenas com uma imagem.
Uma imagem sem nome.
E é assim que quero pensar em você.

Porque você vai ser sempre aquele cara que eu vou chamar de AMOR!



quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Retornando a ativa

Oi amores e amoras

Faz um bom tempo que não posso por aqui. A verdade é que andei ocupada nesses últimos três meses, mas agora estou voltando com força total. Em breve mais postagens, mais noticias e entretenimento nesse blog tão especial.

Um lindo dia para todos!

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Política: o x da questão..



Com tantos temas para  falar escolhi hoje o mais apropriado para a ocasião. Como estamos em ano de eleição, não poderia deixar de escrever sobre este tema.

Mas o que é politica afinal?

Política é a habilidade para tratar das relações humanas com o objetivo de obter os resultados desejados. Ainda, segundo Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, é a ciência dos fenômenos referentes ao Estado. Um sistema de regras relativas à direção dos negócios públicos.


Em outras palavras, é a forma como os seres humanos se organizam e como o poder é distribuído entre eles.
Ao ligar a TV, o rádio ou ao ler um jornal, o tema que mais tem destaque atualmente são as eleições 2012. Mesmo com as todas as formas de governos que existe, vivemos num país onde a democracia deixou de existir e a ditadura tem tido cada vez mais força. 
Democracia
Sistema de governo onde o poder de tomar importantes decisões políticas está com o povo. Regime de governo que se caracteriza pela liberdade do ato eleitoral, pela divisão dos poderes e pelo controle da autoridade.
 Ditadura
Forma de governo em que todos os poderes estão na mão de um indivíduo ou de um grupo. Regime de governo que cerceia as liberdades individuais.
Claro que muita gente vai discordar de mim quando falo que a ditadura está voltando. É notório em cidades pequenas esse tipo de poder. Onde tudo se concentra nas mãos de um pequeno grupo, que ao invés de beneficiar a população, beneficia a si mesmo. O ruim de se viver numa sociedade como essa é que o povo não tem voz, não tem vez. E mesmo dizendo que vivemos numa democracia, não é isso que vemos. 
Além disso, observa-se claramente neste meio a compra de favores, de votos, dentre outros. As pessoas ainda não se conscientizaram do quão importante é votar naquele que é o melhor para determinada cidade, aquele que vai levar a saúde, educação, a um patamar jamais esperado. É preciso acreditar que a sociedade ainda tem solução, que a corrupção (que abrange todo o país), um dia pode acabar. Temos que ter esperança de um futuro melhor para os filhos. Não podemos calar diante de injustiças, mesmo que tenhamos que brigar pelos nossos ideais.
Vamos votar limpo, votar na melhoria do povo. Só dessa forma podemos construir um Brasil melhor.

terça-feira, 12 de junho de 2012

12 de Junho: Dia dos namorados ♥

Meu post hoje vai especialmente para os casais apaixonados, para os casados e para todos aqueles que compartilham suas vidas ao lado de alguém especial.

Como surgiu o dia dos namorados? Uma data tão esperados pelos casais? Uma data que é comemorada com tanta carinho?


"No Brasil, a gênese da data é menos romântica. Alguns a atribuem a uma promoção pioneira da loja Clipper, realizada em São Paulo em 1948. Outros dizem que o Dia dos Namorados foi introduzido no Brasil, em 1950, pelo publicitário João Dória, que criou umslogan de apelo comercial que dizia "não é só com beijos que se prova o amor". A intenção de Dória era criar o equivalente brasileiro ao Valentine's Day - o Dia dos Namorados realizado nos Estados Unidos. É provável que o dia 12 de junho tenha sido a data escolhida porque representa uma época em que o comércio de presentes não fica tão intenso. A idéia funcionou tão bem para os comerciantes, que desde aquela época, o Brasil inteiro comemora anualmente a data. Outra versão reverencia a véspera do dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro".


A idéia de comemorar o dia dos namorados pode ter sido sim uma das melhores, mas será que apenas um dia é suficiente para dedicar e demonstrar o amor que sentimos por outra pessoa? Por que as pessoas não comemoram o prazer de estar ao lado da pessoa amada todos os dias? Todo dia é dia de amar, de agradecer a Deus por ter alguém ao seu lado, alguém que te ensine a amar, te proporcione alegria, alguém que compartilhe dos mesmos ideais. O dia dos namorados não é só dedicado para eles, existem casais (marido e mulher) que são eternamente namorados. O ato de estar enamorado, apaixonado já é um motivo que nos leva a comemorar sempre. Aproveito neste momento para desejar  um Feliz Dia dos Namorados para todos. Que cada casal saiba aproveitar o dia de hoje com bastante amor e responsabilidade.


Que seja eterno enquanto dure!

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Mundo Virtual: "Um carinho a parte"

Começo o meu texto falando do título: "Um carinho a parte". Ele tem amplo significados, mas o meu diz respeito as pessoas do mundo virtual. Porque foi através dele que conheci algumas pessoas que jamais imaginei que entrariam na minha vida da forma como entraram.
Sabe aquelas pessoas que você mantêm contato o ano inteiro? Troca e-mail, conversas em redes sociais, troquinhas, cartinhas, TN's, mas você nunca deu um abraço, um aperto de mão, não sabe qual a fragrância de seu perfume ou o som de sua risada? Pois é, elas existem. E existem para tornar os meus e os seus dias mais alegres, melhores. Poque na hora em que você precisar ela vai estar lá para te dar aquele conselho. E nessas voltas que o mundo dá, conheci "pessoalmente" três delas. Cada uma com sua singularidade.

Neyla Paula, Salvador - Ba.
Conheci a Neyla em Janeiro de 2010. Uma graça de pessoa, mesmo o pouco tempo que passamos juntas deu para conversar bastante, perceber o carinho que ela tem e como é doce. Foi um encontro agradável e espero reencontrá-la de novo.

Aline Menezes, São Paulo.
Quando sai de casa para encontrar a Aline bateu aquele frio na barriga e um pouquinho de vergonha, já que sou tímida (Rs). Mas a tarde que passei ao lado dela foi maravilhosa. Me apresentou o coração de São Paulo e agradeço a ela por isso. Fomos a Liberdade, a  Avenida Paulista, entre outros. Bate saudades, mas um dia repetimos esse passeio.

Ane da Silva, Feira de Santana - Ba.
O que falar da Ane? Conheci recentemente, tanto no mundo virtual quanto no mundo real e foi recorde de encontre... nos falamos em média 5 minutinhos, mas foio tão bom. Super, super extrovertida! E claro que depois vamos ao shopping tomar um cafezinho né amiga?

E em breve espero ter mais fotinhas de "amigos (as) virtuais" para postar aqui!
Aquele Beijo ♥

terça-feira, 29 de maio de 2012

Amor que é amor dura uma vida inteira


Amor que é amor dura a vida inteira. Se não durou é porque nunca foi amor.
O amor resiste à distância, ao silêncio das separações e até às traições. Sem perdão não há amor. Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou.
O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão. Você o percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz: "Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem você. Eu não posso ser nem a metade do que sou se você não estiver por perto."
O amor nos possibilita enxergar lugares do nosso coração que sozinhos jamais poderíamos enxergar.
O poeta soube traduzir bem quando disse: "Se eu não te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. Se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração!"

Bilhete

"Se tu me amas, ama-me baixinho 
Não o grites de cima dos telhados 
Deixa em paz os passarinhos 
Deixa em paz a mim! 
Se me queres, 
enfim, 
tem de ser bem devagarinho, Amada, 
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda"...

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Amizades & suas fases

Como nasce um grande e verdadeira amizade?
É um pergunta que sempre faço quando percebo que algo não está indo bem entre amigos.
As amizades nascem a partir da confiança, do respeito e principalmente da conquista.
Como em todo relacionamente, o ato da conquista é super importante. Amizade não se compra. É na medida que ela cresce que se fortalece.
Quantos amigos, aqueles lá da infância, você ainda tem algum tipo de contato? Quantos pactos fizemos em nome de uma verdadeira amizade? Muitos, e acredito que todos passamos por isso em algum fase de nossas vidas.
Não acho que as amizades acabem (a não ser que seja aquelas baseadas na troca, nos favores). Essas sim acabam com o passar do tempo.
Todos temos aqueles amigos das horas tristes, das horas de lazer. Amigos do colégio, da igreja, da faculdade. E na maioria das vezes o elo que os uniu naquela época quabrou-se com o passar dos anos. Outras cidades, outras vidas, outras prioridades.

Amigos BRIGAM sim, amigos sentem ciúmes, discutem, se abraçam, pedem desculpas. Amigos dizem EU TE AMO, amigos brincam, saem, choram juntos. E não há nada que possa quebrar esse elo que é maior do que o sangue, porque é o elo de AMOR.
Seria bom se todas as amizades durassem para sempre. E duram, mesmo que não estejam mais presentes em nossas vidas, mesmo que não nos vejam mais e nunca mais nos falarmos. Estes são os famosos "amigos passageiros". Tiveram importância em nossas vidas e estarão sempre presentes na memória. Em algum momento, em algum lugar. Numa música, numa poesia, no choro ou no sorriso.

Amigos verdadeiros existem. Eles são anjos que aparecem para nos ajudar, são aconchego, são aqueles que te criticam, mas te querem bem. Eu tenho uma porção de amigos: amigos do passado, amigos do presente, amigos que não conheço e aqueles que não falo mais.

E como diz Vinícios de Morais:

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!

Não permitam que as amizades de percam com o tempo. Regar é o segredo. Nunca haverá jardim se não houver cultivo.

E aqui vai minha dica:
Cultivem suas amizades!

terça-feira, 15 de maio de 2012

♥ No mundo das cartas ♥

Foto de Ariane Gerhardt - São Paulo
Há algum tempo sem postar eis que aqui estou.
Hoje quero falar de um dos prazeres da vida: Escrever cartas!
Sim, isso ainda existe e para quem não sabe, existem comunidades relacionadas nas redes sociais. Comunidades destinadas as pessoas que compartilham da mesma paixão, do mesmo passa-tempo do mesmo prazer..
Mesmo com a era da informática, o ato de escrever cartas ainda é gigante pelo mundo a fora. E um dos fatores que comprava isso é a imensa quantidade de cartas que os correios recebem todos os dias. Mesmo com tantos extravios, há sim quem não deixa o ato de escrever acabar.
Quando comecei a escrever tinha apenas 16 anos e hoje, aos 31, o conhecimento, a experiência de conhecer pessoas novas, só aumentou. Sempre gostei muito de escrever e acho que por isso me formei em Jornalismo, a minha segunda paixão. Escrever escrever diários ainda é muito comum, mas a emoção de receber uma cartinha, escrita a punho, não tem explicação e não há dinheiro que pague.
Quando vou ao correio e acho que isso também acontece com algumas pessoas, os atendentes ficam surpresos com a quantidade de cartas postadas, muitos acham que é trabalho, outros não acreditam que com tantos recursos na rede, as pessoas ainda perdem tempo para escrever. Não, não é perda de tempo e acredito que, assim como eu, cada pessoa que se dispõe a dedicar uma parte do seu tempo as cartas e aos amigos, fazem isso porque realmente gostam e não porque o vêem como algo lucrativo, porque não é.
Além de ser gostoso escrever (e eu amo), tem também do outro lado as pessoas que tornam-se suas (eus) amigas (os), mesmo sem conhecerem pessoalmente,  desabafam, contam histórias, aconselham, te dão bronca e fazem disso uma casa, uma família.
Isso é tão gratificante e não há dinheiro que pague: A Amizade construída ao longo dos anos.
Deixo aqui aquele OBRIGADA as pessoas que conheci durante esse tempo e que estão, ainda, inseridas em minha vida. São muitas e citar nomes seria injustiça.

Beijos!

segunda-feira, 14 de maio de 2012

É porque é ele ♥

Seria a hora certa de escrever sobre a gente, estou com uma tamanha vontade de descrever o efeito que você provoca em mim. Lembrar do dia em que te conheci realmente, alguém deve entender disso, dos momentos exatos para se estar no lugar correto com o coração desarmado para que uma primavera chegue e te acerte em cheio, te abrace por inteiro, e te faça se sentir flor novamente, deve ser o acaso, deve ser quando o coração distrai e a sorte vem. Bom quando ela vem com uma pessoa maravilhosa, e que te faça perder noção do tempo, de tudo, te faça deixar tudo de lado só pra ficar imaginado ela ali, junto a ti, que na real é a coisa mais gostosa de sentir. Indescritivel é quando você sorri, quando completa minhas frases e me aconchega, poderia ficar horas com essa imagem boa de você, quando me olhas e sei exatamente o que está pensando, ou quando a gente vai se descobrindo e se conhecendo como ninguém, mas quase nunca concordando, concordamos em amor só. Me traz alegria, me traz batimentos acelerados, e olhares perdidos.Tem gosto de coisa nova, tem gosto de alegria todas as coisas já fizemos juntos, fico com vontade, fico com saudades da gente todo os dias, até quando a gente se vê novamente, quando eu me encho de alegria por dentro, quando tu me traz alegria me sinto em paz.E se alguém me perguntasse nesse exato momento "Existe alguém nesse mundo por quem você se desconhece todos os dias?" Tem, eu nem me conheço mais, nem sei quem eu era antes de você, me sinto como um pássaro livre voando no céu, se sentir assim deve ser amor.Meu forte nunca foi minhas palavras, mas queria que todos além de você que é preciso saber que existem pessoas que amam não pelo o que elas falam, mas pelo o que elas fazem, o amor foge de teorias. E se me obrigassem a dizer porque eu tenho essa admiração, esse amor, eu responderia: É porque é ele.

quarta-feira, 7 de março de 2012

A dor sempre passa!


Eu queria te contar que agora não dói mais. Só que agora não importa tanto o que você vai pensar sobre isso. Queria que você soubesse que já vi nossos filmes milhares de vezes e nem chorei. Ok, chorei. Mas pelo filme, e não por você. Queria que você soubesse que tirei a poeira das nossas músicas, e que as ouço quase todos os dias. Porque elas me faziam mais falta do que você fez. Os nossos lugares... não são mais nossos. Eu já voltei lá com outras pessoas, e escrevi lá outras histórias… Eu estou aprendendo a tocar violão. E a primeira música que toquei foi aquela música que era uma espécie de hino pra nós dois. Ela é tão linda… e sim, ela continua sendo muito nossa e lembrando demais você. Mas ainda sim, não dói. Você não pergunta essas coisas, mas sei que gostaria de saber. Porque te conheço. E isso não mudou. Do mesmo jeito que adivinhei as coisas ruins que você aprontaria, eu sei as coisas boas que ficaram aí em você e te fazem lembrar de mim. Porque a vida segue. Mas o que foi bonito fica com toda a força. Mesmo que a gente tente apagar com outras coisas bonitas ou leves, certos momentos nem o tempo apaga. E a gente lembra. E já não dói mais. Mas dá saudade. Uma saudade que faz os olhos brilharem por alguns segundos e um sorriso escapar volta e meia, quando a cabeça insiste em trazer a tona, o que o coração vive tentando deixar pra trás.
 
Caio Frenando de Abreu

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

' A Virada ♥ Capim Grosso vibra ao som da Banda Adão Negro


O contagiante som de Adão Negro levantou uma multidão de fãs.

Chegamos a mais um ano em nossas vidas e 2012 foi um ano muito esperado.
Tenho fé de que será um ano de muitas realizações.
Esse ano, assim como no ano anterior, passei o reveillon em Capim Grosso - Ba.
Mesmo com todo brilho que foi o Show da Banda Seu Maxixe no reveillon de 2011, nada se compara a maravilha, a contagiante e diferente música da Banda ADÃO NEGRO, que com seu reggae, levantou uma multidão de fãs na Praça da cidade. Músicas como 'Adão Negro', 'Anjo Bom', 'Botar Um', 'De Bob', 'Pele Negra', foram a sensação da festa.

Além do som de Adão Negro, tivemos também bandas como Bakanada e A Lomba. A festa que começou às 20:00hs terminei por volta das 5:00hs da manhã e com a praça ainda lotada.

Prefeita  Lydia Pinheiro  e Vice-prefeito José Sivaldo
No camarote estavam presentes a prefeita Lydia e o Vice-prefeito Sivaldo, que regados de muita alegria, comida e bebida, aproveitarm o momento ao lado de familiares e alguns amigos.

O mesmo sucesso que foi o reveillon de 2011, repetiu-se agora em 2012 e desejamos que anos assim continuem  vindo para alegria da população Capimgrossense e as cidades circunvizinhas.



Alguns flashs da virada:
















Serginho - Cantor da Banda Adão Negro





quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Amanhã fico triste, hoje não…


(Poema encontrado na parede de um dos dormitórios de crianças do campo de extermínio nazista de Auschwitz)
"Amanhã fico triste… amanhã!
Hoje não… hoje fico alegre!
E todos os dias,
por mais amargos que sejam,
eu digo: Amanhã fico triste, hoje não…"